PARA VER OS VIDEOS PARA A MUSICA

Global Debate Guerras das Drogas

Loading...

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Metadona - ALLEGRO MA NON TROPPO - RTP1


ALLEGRO MA NON TROPPO  

            (RÁPIDO MAS NÃO MUITO)


PROGRAMA SOBRE METADONA E TOXICODEPÊNDENCIA -RTP1

Transmitido a 19 DE SETEMBRO de  2012 entre as 22:44 e as 23:36 

A METADONA...

Já não é a primeira vez nem será com certeza a última que irá aparecer nos ecrãs das nossas Televisões programas sobre a Toxicodependência...


Este retratou com relevo a  METADONA , o que despertou o meu interesse.

Como bloguista do assunto fiquei muito atento ao programa exibido...

Não quero de forma alguma condenar nem julgar os entrevistados.

Mas quero deixar bem claro que existem muito mais pessoas do que aquelas que foram entrevistadas que estão também inseridas no programa de metadona e que tem uma forma de vida muito diferente daquela que apareceu no programa.

Para simplificar...

Apesar de terem passado pelo mesmo mundo.

Existe uma diferença das pessoas que, por erro da vida PASSAM por esse mundo.

 Existem aqueles que mesmo tomando metadona PERTECEM aquele mundo.

Não sei se me faço entender?

E não sou um caso raro, existem muitos outros como eu que PASSARAM apenas…

Sinceramente fico preocupado quando mostraram uma clínica de condições deploráveis.


Adicionar legenda
 De seguida entrevistaram alguém que não percebi se pertencia à mesma clínica (espero que não) a qual indica que recebe 1000 euros do IDT (instituto da droga e toxicodependência) “ESTADO”por mês por cada Paciente os quais permanecem 18 meses nesta.
Não quero acreditar que seja a mesma clínica.

Em plena recessão económica os contribuintes ouvirem isto é muito complicado, 
Foi propositado?

"Se o foi propositado não fiquem com raiva do toxicodependente (doente) mas sim de quem se anda a encher à custa disto e acreditem que são 90% das clínicas.Porque o doente em muitas vive muito aquém desses 1000 euros mas muito mesmo.

Estas clínicas na minha opinião deveriam cumprir regras muito especificas,  prestar contas detalhadas de como são geridos esses valores. 
Claro, que se vão colocar mais um corrupto a fazer esse trabalho, deixem-se estar... 
Façam visitas surpresa. Não preparem previamente as pessoas, não anunciem as inspecções, para que estas não tenham tempo de colocar o lixo debaixo do tapete ".

Neste país as despesas nunca vão acabar porque não há organização. e também não há ninguém que diga...é isto que vamos fazer e pronto...

*Eu tenho 3 artigos a baixo, uma promessa que é falar um pouco das clínicas de recuperação que eu e outros frequentaram e da máfia que estas são.









  • Finlândia com taxa de mortalidade elevada de quem faz tratamento com metadona

  • Finlândia 


    • Mr. Yrmy Ikonen, 


      • Hietalinna Community, Kuusitie 36., 04480 


        • Haarajoki


          • Tel: +358 (0)45-6366629


            • yrmy.ikonen@a-klinikka.f

            •                                                       Neste programa um jornalista                                                

              Finlandês                                                                                                                                   

                                       procura respostas...








              Ao ouvir o jornalista da Finlândia durante este programa, o qual indicava que a taxa de mortalidade é mais baixa em Portugal do que no seu país (Finlândia), e outros na Europa,
              está convencido que algo se passa para e que isto esteja a acontecer.




              Algo misterioso que não entende, e que gostaria de saber o porquê da nossa taxa de mortalidade entre toxicodependentes que fazem tratamento com metadona ser das mais baixas da                        Europa, até do Mundo.

               Veio a Portugal para saber quer saber porquê, um mistério a desvendar...

              Disse na entrevista que a nossa sociedade nos olha ( a nós aditos) como doentes e não como toxicodependentes criminosos, peçonhentos e etc... 

              Que a Policia nos trata como pessoas.

               (Tenho outros artigos que contam histórias e espancamentos que eu e outros levamos só pelo facto de estarmos em locais de trafico...nunca vi um traficante a ser preso nesses locais...nunca).

              Eu vou lhe dizer porque é que morrem mais toxicodepentes na Finlândia do que em Portugal...

              Estão a consumir ao mesmo tempo que estão a tomar metadona.

              Em Portugal também consomem, e eu falo porque sei ...

              (consumi milhares de euros dentro e fora do país o qual não me orgulho NADA e cheguei a consumir heroína cocaína e metadona e ainda Dormicon no fim…ou seja…eu sei),.

              O que acontece é que a heroína em Portugal "não bate"...ou seja não dá pedrada, é a pior heroína da Europa, a mais fraca é só (Nostan/corte) e pouco mais. 

              Enquanto nos outros países como Espanha, Alemanha, Inglaterra, Noruega, França, Finlândia... 50 mg numa seringa quase dá  Overdose, ou seja o grau de pureza da droga vendida nas ruas é muito superior.

              Claro que injectada e sendo que a pessoa mantém o tratamento com metadona dá mesmo MORTE... e este é o grande segredo de termos menos morte...é que para além de termos um pó a que chamam de heroína não passa de corte...

              Mas atenção que, é por causa deste corte, que o toxicodependente tem um aspecto muito mais decadente ou seja debilitado fisicamente do que em qualquer um outro em qualquer país da Europa...

              é uma morte lenta e penosa, cheia de doenças...

              Finlândia não se iludem, é tudo ilusão o adito que tem esta atitude de consumos de heroína e metadona aqui em Portugal acaba por morrer também. A diferença é que morre mais tarde devido á porcaria que injectámos...




              O segredo sr Jornalista é que os traficantes deixam os restos do tráfico ou seja o corte, por aqui pelo nosso Portugal, e traficam com elevado grau de pureza para o resto da Europa. 

              Logo misturada com a metadona que é gratuita é MORTE...

              Quando o programa de metadona começar com força no Afeganistão, vai verificar que ainda morreram mais depressa.

              Aqui em Portugal as coisas funcionam assim:

              Os Comprimidos Dormicon é o mais vendido pelos toxicodependentes que tomam metadona nas carrinhas, é o mais procurado também,  e isto porquê? 

              cocaína é a droga de eleição para quem toma metadona, e como a Heroína não presta no nosso país, então depois de injectarem cocaína para acalmar a ansiedade esmagam dois Dormicon que no mercado Negro custa 0,50 euros cada e injectam...


              "Definição de Corte : Falsificar droga, juntando outras substâncias à heroína- ( gesso, farinha, talco, caféina, paracetamol (aspirina), efedrina, lactose, estricnina, barbitúricos, piracetam...) à cocaina- (manitol, lactose, procaína, lidocaína, benzocaína, tetracaína, anfetaminas ou feniclidina) para aumentar o volume e o peso."





              CARRINHAS DE METADONA...

              Mas mais preocupado e triste fico de ver que aquilo que foi transmitido no programa não foi o correto.

              Já disse e volto sem medo a repetir, 80% daquelas pessoas que estão nas carrinhas a tomar diariamente metadona ESTÃO A CONSUMIR DROGAS.

              E não só vendem-se todo o tipo de medicação especialmente Serenal e Dormicon e outros.

              Os Comprimidos Dormicon é o mais vendido pelos toxicodependentes que tomam metadona nas carrinhas, é o mais procurado também,  e isto porquê? 

              cocaína é a droga de eleição para quem toma metadona, e como a Heroína não presta no nosso país, então depois de injectarem cocaína para acalmar a ansiedade esmagam dois Dormicon que no mercado Negro custa 0,50 euros cada e injectam...

              Ví muitos morrerem rapidamente assim, e isto vicia muito, eu próprio fui viciado neste ritual durante cerca de 2 anos.

              Em outro artigo que publiquei já vos dei a solução para esta situação, por testemunho meu, noutros países nomeadamente na Alemanha...

              Volto a repetir na Alemanha eles tem um dispositivo...vou por aqui a imagem:


              Este equipamento dá os resultados no espaço de segundos e quem estiver a consumir na Alemanha simplesmente não toma a dose diária...é tão simples quanto isso...
               
              Tem mais detalhes no outro artigo que foi publicado por mim em baixo
              podem vêr em :




              PIPT - Plano Integrado de Prevenção das Toxicodependências para a cidade de Lisboa
              Desde 2003 que a Câmara Municipal de Lisboa tem um Protocolo com o Instituto da Droga e da Toxicodependência e o Centro Distrital de Lisboa do Instituto de Segurança Social, do qual resultou o Plano Integrado de Prevenção das Toxicodependências para a cidade de Lisboa (PIPT). O referido Protocolo teve como objectivo a “transição da intervenção localizada no Bairro do Casal Ventoso, para uma intervenção alargada à cidade de Lisboa, através do desenvolvimento de um Plano Integrado de Prevenção das Toxicodependências para a Cidade de Lisboa, tendo em vista o apoio à população toxicodependente e sem-abrigo da cidade, nomeadamente aos toxicodependentes sem enquadramento sócio-familiar”.
              Em 2008, verificada a necessidade da continuidade deste tipo de respostas, o Pelouro de Acção Social assumiu o empenho do município num acordo com o Instituto das Drogas e da Toxicodependência, a Segurança Social e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que possa salvaguardar e qualificar as seguintes respostas, optimizando os recursos já existentes.
              Assim, o Plano Integrado de Prevenção das Toxicodependências para a Cidade de Lisboa (PIPT)compreende as seguintes valências/estruturas:
              a) Gabinete de Apoio fixo, na Zona Ocidental de Lisboa;
              b) Gabinete de Apoio fixo, na Zona Oriental de Lisboa;
              c) Duas Unidades Móveis;
              d) Centro de Acolhimento.
              Os Gabinetes de Apoio são gabinetes de triagem, apoio e encaminhamento sócio-terapêutico. São destinados a toxicodependentes sem enquadramento sócio-familiar e permitem contribuir para o diagnóstico e melhoria das condições sócio-sanitárias destes indivíduos marginalizados e excluídos, bem como para o seu encaminhamento social e terapêutico. Fornecem apoio psicológico e social, cuidados de enfermagem, rastreio de doenças infecciosas, distribuição de preservativos, utensílios para consumo endovenoso por troca de seringas, de acordo com a lei, e apoio médico e psiquiátrico. Podem, também, fornecer serviços de substituição opiácea de baixo limiar, nos termos legais. Estes Gabinetes funcionam em articulação com as unidades móveis e com as estruturas de saúde da respectiva área de actuação/influência.
               
              - GAT OCIDENTAL
              Estrada do Poço do Chão, 15 A
              1500-492 Lisboa

              - GAT – ORIENTAL
              Quinta do Lavrado, Urbanização Vale de Chelas, Lj.10B
              1900-418 Lisboa
              As Unidades Móveis destinam-se ao funcionamento de programas de substituição opiácea de baixo limiar de exigência para redução de riscos e minimização de danos, desde a prevenção, rastreio e orientação para tratamento das doenças infecto-contagiosas mais frequentes nos consumidores de drogas, até à própria vacinação da população de risco e à redução do consumo endovenoso e/ou fumado de drogas no espaço público.
              Centro de Acolhimento foi, até 31 de Março de 2008, utilizado como um espaço de transição para um percurso terapêutico mais prolongado e especializado, onde os meses de estadia previstos no Centro são utilizados para determinar o encaminhamento mais adequado a cada caso, resolver os aspectos administrativos prévios (documentação, apoios sociais, etc) e ajudar o toxicodependente na reorganização da sua vida, na relação familiar e no seu próprio crescimento e maturação pessoal, de forma a ser-lhe possível fazer a transição de uma vida marginalizada, para uma vida organizada com regras, direitos e deveres, e também responsabilidades. Esta estrutura tem sido financiada pelo Programa URBAN II.
              Actualmente o Centro de Acolhimento encontra-se encerrado, provisoriamente, para a realização de obras. Após a sua conclusão, estarão reunidas as condições para a abertura de um procedimento de concessão de financiamento” para a valência “Centro de Acolhimento”, após avaliação.


              Se existirem alguns erros ortográficos peço desculpa mas estou a pensar muito depressa e de forma muito emotiva , ao mesmo tempo a "vomitar para o papel" o que escrevo...


              Podia escrever aqui muito mais daquilo que foi dito na entrevista, mas valerá a pena? Alguém quer saber?

              Para saber mais veja os outros artigos...





              21 comentários:

              1. Ola,
                A minha ligaçao directa com drogas é minima, mas tenho pessoa muito proxima, de deixou de consumir( heroina) á pouco mais de um ano, e optou por tomar metadona, sem apoio medico. Ele é forte, decidiu deixar a vida de merda que levou durante anos... e a metadona ajuda a baixar a ansiedade. Ele diz tomar uma dose por semana, as vezes nem isso.... uam vez injectou, porque ja tinha pouca ( dividiu a dose) e assim sentia-se mais o efeito da mesma.... que achas disto tudo? Tenho receio de de tentar mudar estas regras, pois pode levar como desconfiança. Ao mesmo tempo, acho que consome muito menos metadona que o ex toxic toma,qd é medicado, o que me parece positivo...

                ResponderEliminar
              2. Olá, cada caso é um caso, no entanto para mim seria muito perigoso optar por esse caminho, por varios motivos, um deles é a desonestidade para com ele mesmo num tratamento que não existe, ou seja , os toxicodependentes são pessoas, geralmente, inteligentes e com grande sensibilidade e tudo aquilo que não é correcto o toxicodependente apesar de fazer, ele sente, faz na mesma mas sente e sente-se culpado e sabe que está errado o que o leva a uma tortura psicológica não partilhada que depois explode exercendo maus tratos a ele próprio da pior forma ou seja, usando drogas.

                O facto de injectar não é bom e isso é ponto assente.

                Depois temos o local onde vamos adquirir a metadona, se for em locais de uso, ali ao lado está a coca e o cavalo sempre a seduzir e eu pessoalmente tenho que me afastar desses locais.

                De outros adictos que me vendem a metadona igual não me convêm.

                A metadona utilizada como por exemplo eu utilizo e não é assim tão pouca estabiliza a vida e é possível com a dosagem correcta não ter recaídas e mais tarde fazer o desmame de uma forma coerente e inteligente de forma a proteger-se e sentir-se bem.

                Mas cada caso é um caso, para mim seria impossível até porque essa forma de baixar a ansiedade nunca resultaria e ficaria sempre com uma ressaca de morte diariamente.

                Injectar-me novamente? Não HVC e HIV acompanham-me no meu dia a dia, uma cruz que carrego, e colocar coisas cá para dentro não quero mais...

                Podes ler alguns artigos do blogue uns mais antigos outros recentes que falam do que é viver com a metadona os inconvenientes e também as vitórias, e podes ver muito mais inclusive o apoio em toda a Europa que há neste tratamento independentemente por onde viajarmos em caso de ter que emigrar.

                Espero ter ajudado, atenção que não critico o caso em questão apenas para mim seria impossível viver assim , alias tinha pavor de viver assim, preciso de PAZ, PAZ, 20 anos 10 de rua viver na rua, dormir em prédios abertos, em cima de cartões, injectar-me com a minha própria urina para destilar o cavalo, roubar, ser preso, expulso, amar e perder, sofrer, chorar..PAZ é o que eu preciso.

                Desde que faço o tratamento e porque tenho que fazer sempre exames tenho a carga viral negativa e a hepatite C normalizada , o fígado está óptimo, estou no ginásio , tenho a minha casa , vivo com uma pessoas linda que me amam muito , tenho o meu filho de volta ao meu lado...PAZ

                ResponderEliminar
              3. Obrigada Miguel pela tua resposta. O que viveste nao é para voltar a ser vivido. Fico feliz por saber que estas bem e que te conseguiste organizar.
                Quanto ao resto....olha nao sei. Tenho e quero acreditar que ele nao vai recair. E se o fizer tb nao vou conhecer os sinais. Que tipo de ressaca dá a metadona? E que efeito dá quando se toma?
                Mais uma vez obrigada e as maiores felicidades! Força!

                ResponderEliminar
                Respostas
                1. Olá outra vez...

                  Que tipo de ressaca dá a metadona, deixo-te aqui este link deste artigo ( http://vivercomametadona.blogspot.pt/2012/10/os-sintomas-fisicos-da-desintoxicacao.html), do meu blogue que te esclarece tudo em relação á ressaca, que na verdade os sintomas são os mesmos dos da heroína mas 10 vezes pior porque a metadona esconde-se e as vezes a pessoas só começa a ressacar a sério passados quase 3 dias e ...digo-te é horrível, mesmo horrível.

                  Se precisares de mais algum esclarecimento diz e convido-te a veres outros artigos do blogue para saberes um pouco mais, porque por exemplo até existem alimentos que não devem ser consumidos e outros que não podem mesmo quando se toma metadona, tens aqui se quiseres algumas informações , mesmo se..e imagina, que ele um dia opta pelo tratamento, locais lá fora em caso de emigração onde tomar e etc....

                  Foi um prazer...vai dizendo coisas..vai correr tudo bem vais ver

                  cumprimentos e coragem

                  Eliminar
                2. Este comentário foi removido pelo autor.

                  Eliminar
                3. Obrigada mais uma vez. Li o link e fiquei um pouco mais esclarecida. E por acaso, ha a possibilidade de ir para fora a trabalho.... mas sem tratamento oficial, nao me parece ser possível levar as doses recomendadas. Tenho medo, mas tenho esperança, pois é com ele que quero fazer a minha vida. Quero ajudar no que poder... Obrigada pela tua paciencia :)

                  Eliminar
                4. Sem tratamento oficial? como assim? queres falar sobre isso? Se precisares de mais alguma informação diz-me que eu tento no possível ajudar.

                  Eliminar
                5. Ola Miguel, tenho as vezes quebras na net, e as vezes nao consigo entrar.
                  Sim, sem tratamento legal, no sentido em que toma as doses compradas " na surra". Nao era para ser assim, mas foi uma situação que se foi arrastando. Mesmo assim, parece que funciona, e ate como te disse, toma muito menos do que as doses que ja vi aqui recomendadas, mas nao te dei dizer ao certo qual a dosagem tomada. Ja li muitas cenas que ja falamos um pouco... e nao o vejo ressacar, mesmo tomando doses somente semanais.... nao será bom sinal? De força fisica e mental? li testemunhos de pessoas que andam há anos com a mesma dosagem diaria... nao é bom sinal ele tomar tao pouca?

                  Eliminar
                6. Olá novamente...

                  como te disse antes cada caso é um caso.

                  Quando vejo ás vezes as pessoas a julgarem ou darem uma opinião tipo "profissional" tirando aquela pessoa como um estereotipo não consigo concordar, e porquê porque já conheci imensas pessoas neste mundo e sei que muitas são de facto parecidas mas também existem pessoas que me surpreendem.

                  Por exemplo eu tenho um familiar que tem quase 55 anos e desde os seus 18 anos de idade que toma sempre a mesma dosagem de heroína, nunca foi de sequer ramificar para outras drogas ou até mesmo mistura-las ou sequer usá-las de outra forma sem ser fumada pela prata.

                  Por exemplo já eu cheguei a gastar 1000 euros num dia , fui diversas vezes internado com princípios de overdose, e destruí a minha vida toda em espaço de semanas.

                  Agora... uma coisa que acontece é que se eu estou dentro do grupo que leva ao extremos os consumos,mas, da mesma forma levo a minha recuperação ao extremo, o que me faz evoluir e construir, (apesar de já não ter veias para tirar sangue... pormenores sombrios e cruéis de uma vida sem vida) mas, consigo seguir em frente , com destreza e pujança,

                  já esse meu tal familiar tem aquele consumo equilibrado que até dá para as pessoas o aturarem, claro não uma relação mas pronto os amigos de café sim, mas a vida dele tem sido desde sempre igual, todos dias igual, ou seja vive para aquele prazer de consumir 20 euros de heroína por dia e não evolui em nada, perde tudo, talvez morra assim, sem sair deste país sem ter o prazer de viajar, de usufruir de uma férias em família, de um cinema, de um teatro , de um concerto, nada...vive por viver...

                  O que eu quero dizer com isto é que nisto da toxicodependência não somos todos iguais...

                  por exemplo conheço pessoas que fazem o tratamento de metadona, mas consomem álcool desalmadamente e outro (drunfos) para combaterem um desequilíbrio,

                  claro que não consomem a quantidade de metadona que eu tomo , mas, seguem outros recursos muito mais prejudiciais á saude pois a metadona não tolera Álcool e outros medicamentos que criem efeitos Narcotico como serenal etc...

                  bom, isso não é a pessoa estar em tratamento, é pessoa estar a fugir e a perlongar a próxima recaída, e tudo por causa dos MITOS que existem em questão ao uso de metadona...

                  Aqui em Portugal criou-se um estigma em nós os aditos em relação ao tratamento de metadona.

                  Factos é que se a pessoa estiver medicada com metadona em condições, e ter uma dosagem que se sinta bem , é uma mais valia, e depois com o tempo, (tal qual como se constrói tudo) ... ir reduzindo e estabilizar...

                  Um dos nossos maiores defeitos é que queremos já e agora, mesmo no outro dia no telejornal entrevistaram um toxicodependente que estava em recuperação e que estava a fazer um tratamento com metadona,

                  ele estava orgulhoso de não estar a consumir, á uns meses. Mas aquilo que ele mais queria era saír da metadona...tás a entende, como é que o coxo quer correr? Metem os carros á frente dos bois...tem que se ter calma, tudo leva o seu tempo, existem uma serie de coisas que podemos fazer enquanto estamos no tratamento da metadona...

                  Agora o que eu ACONCELHO É NÃO FICAR ANOS E ANOS COMO AQUI EM PORTUGAL TAMBÉM ACONTECE A USAR METADONA,

                  NÃO ...PORQUE A METADONA É PARA SER UM TRATAMENTO E NÃO UM SUBSTITUTO....

                  O QUE INTERESSA O TEU COMPANHEIRO ESTAR ESTÁVEL E LONGE DOS LOCAIS DE USO E "AMIZADES"

                  SE PRECISARES DE MAIS ALGUMA COISA DIZ ESTOU AQUI PARA AJUDAR

                  Eliminar
                7. Obrigada Miguel.. mais uma vez :)
                  Vou percebendo que....para já o meu papel é de apoio. E que algumas cenas estão a ser mal feitas.... mas como dizes, tambem nao gosto de catalogar e por enquanto só me resta ter esperança e acreditar! Relatas-te aqui experiencias tao díspares, que tb , apesar de todas elas serem más, dá algum alento. Alimentaçao mal feita.. alcool sim, as vezes em demasia, meta comprada nas ondas... mas..... quero acreditar como ele acredita, que vai vencer, esta a vencer! Veias..pois... historia familiar :(( mas leio-te e sinto-te com pica para a vida e é isso que se quer! Viver com qualidade, ter amor e alguma estabilidade. Ha quase 2 anos que toma meta. Nao sei qual a dosagem inicial( mas era superior), a actual sao cerca de 55ml semanais. É das melhores pessoas que encontrei na vida... um coraçao gigante de bomdade e doçura :)) QUERO MUITO que tudo corra bem. A seu ritmo, como dizes, sem meter a carroça á frente dos bois... mas que corra bem.
                  Bjos

                  Eliminar
              4. nelsonboaventura@live.com.ptsegunda-feira, outubro 22, 2012

                ola miguel,eu sou nelson e a minha companheira toma metadona em portugal e eu trabalho na noruega em oslo,eu gostava muito que ela ctn com o tratamento aqui sera muito dificil ela ctn aqui o tratamento?mas ela so começou a 2meses a tomar a metadona ,ela toma90mg,sera que tem que ser a medica dela a dar ordem.? estou a muitos anos a espera e gostava imenso que ela estivese ao pe de mim..obrigado se poderes ajudar me abr.nelson

                ResponderEliminar
                Respostas
                1. OLÁ Nelson...

                  O que a tua namorada tem que fazer...

                  è se deslocar ao local onde toma metadona, vai falar com o médico e este envia um fax ou um email e ainda lhe dá uma carta em Inglês mais os 15 frascos para levar .

                  Deve-lhe pedir uma guia, ou seja uma carta para se necessário apresentar no aeroporto

                  ( apesar de eu quando viajo para ir trabalhar no estrangeiro levo na bagagem separada em duas malas não vá uma se extraviar)

                  mas sim o procedimento aqui é simples e muito possível já o fiz dezenas de vezes e mesmo ao inicio do tratamento.

                  Aqui deixo-te os contactos em OSLO para tu já que estás aí até porque assim até é mais facil ires tratando de tudo..

                  Antes de ela ir falar com o médico liga para aqui:

                  Centro em Oslo da OMT

                  "LAR-Ost, Ullevål universitetssykehus"
                  PO Box 4956 Nydalen, Oslo
                  fax 23368901
                  tel 23368900

                  ou se quiseres envia um e-mail para:

                  O chefe do Centro: Kari.Bussesund@ous-hf.no

                  OK..JÁ TENS A MORADA , NUMERO DE TELEFONE E EMAIL...OU SEJA JÁ TENS TUDO...AGORA VÁ LIGA, OU VAI LÁ E DEPOIS LIGA Á TUA NAMORADA PARA IR PEDIR A CARTA AO MÉDICO OU ENVIAR O FAX OU O EMAIL COMO ELA ESTA A FAZER O TRATAMENTO E JÁ TÁ ....ISSO É RAPIDO...VAI CORRER TUDO BEM

                  O médico cá em Portugal deve indicar quanto tomas de
                  medicação

                  aTENÇÃO ELA QUE NÃO TOME benzodiazepínicos E QUE O MÉDICO ESCREVA ISTO NA CARTA É UMA EXIGÊNCIA QUE ELES PEDEM :


                  (Os Benzodiazepínicos são um grupo de drogas usadas, primordialmente, como sedativos/hipnóticos, relaxantes musculares e antiepilépticos, e outrora denominados de "tranqüilizantes menores". Acredita-se que estes agentes produzam efeitos terapêuticos ao potencializar a ação do ácido gama-aminobutírico (GABA), um importante neurotransmissor inibidor. Os benzodiazepínicos, segundo a duração de sua ação, são classificados em benzodiazepínicos de ação longa ou de ação curta.)

                  Pode depois em Oslo ir buscar a metadona em uma farmácia atribuída POR ELES AÍ.

                  É possível que tenhas uma reuniões AÍ NO CENTRO. Tipo uma espécie de terapia mas isso é procedimento...

                  Inicialmente acho que tens que ir diariamente á farmacia ou seja 6 dias por semana e, provavelmente, terá de pagar a metadona.


                  MAS:

                  Para ela não pagar, ela que vá aqui em Portugal á segurança social fazer o cartão de saúde Europeia

                  Na alemanha eram 7 frascos de 120 mg cada 24 euros por isso ela deve pagar aí uns 3 euros por cada frasco por dia se é que paga ...mas leva o cartão isso faz ela aqui na hora, tem é que ir a segurança social, diz a ela para ir já amanha ou coisa assim fazer o cartão, enquanto tu vais aí a OSLO valar no centro , e depois de teres toda a certeza de ela chegar aí e ter tudo organizado ela que vá ao médico aqui...

                  mas ele da-lhe 15 frascos é o procedimento , por isso ainda fica aí quase 2 semanas com metadona que lhe dá tempo para resolver tudo

                  Site Cartão europeu de Saúde
                  http://www2.seg-social.pt/left.asp?03.11.01.01

                  SE PRECISARES DE MAIS ALGUMA COISA DIZ

                  ABRAÇO NELSON...SÊ FELIZ

                  Eliminar
                2. ela n vem pk diz se vier vai se drogar outra vez,talvez pk aqui a droga e mais pura.eu penso k tantos anos de droga ala n tem nem sentimentos nem amor por mim,mas tb ela vive la em portugal na minha casa k eu pago,ela vive pk sou eu k lhe pago tudo,casa,carro,comida e cigarros etc,achas k ela gost de mim,?nelson boaventura

                  Eliminar
                3. ola miguel sabes quanto custa o tratamento na clinica em madrid,akilo e 1operaçao nao e ao cerebro?obrigada abraco nelson

                  Eliminar
                4. Nelson sei que fica um pouco caro penso que são mais ou menos 10.000 euros mas não é uma operação ao cérebro.

                  É uma desintoxicação indolor e uma terapia das melhores do mundo ao sistema nervoso com ajuda de profissionais de prestigio.

                  A reconstituição celular do cérebro concertesa que deve ter uma ajuda química mas desconheço qual e como o fazem.

                  Se puderes , deves investir, eu se pudesse , ou melhor se eu tivesse dinheiro eu sem duvida que o faria, infelizmente não posso , mas não pensaria duas vezes...

                  As atitudes dela para com a droga e contigo deve-se à falta de equilíbrio e de PAZ que ela vive.

                  Eu tomo 120 mg de metadona para me manter essa PAZ que preciso para comigo e para o que me rodeia, quem amo, quem me ama, comigo mesmo, trabalho, filho, enfim com o viver...

                  Desta forma, infelizmente ou felizmente tenho que tomar esta substancia para ter o equilíbrio caso contrario também seria visto como um MONSTRO, porque é isso que a droga nos faz.

                  A droga faz-nos perder amores faz nos perder a nossa vida , amamos mais a pedrada de uma dose do que nós próprios ao ponto de nos prostituirmos em tudo...o que é triste, é que ao fim de muitos anos de consumo, o cérebro deteriorisa-se que é o que acontece com ela e comigo, só que lá está eu controlo com a dose brutal que tomo de metadona...mas quando um dia tiver dinheiro também farei essa cura pois serei LIVRE

                  Abraços

                  Miguel Monteiro

                  Eliminar
              5. obg miguel p msg,queria perguntar se achas muito 65ml de metadon.pois ela tem + de21anos de consumo,e se sabes ou se conheces alguem k ja deixou a metadona,o tratamento dura quanto tempo da metadona.?pra quem toma esta dose..eu pensava k a metadna tirava akela vontade de consumir,mas pareçe k nao,nao e?abraço nelso

                ResponderEliminar
              6. olá mais uma vez Nelson

                Eu tenho 20 anos de heroína e cocaína fiz dezenas de tratamentos, tratei mal muita gente e perdi.

                Mais do que uma vez que eu amei, e quem me amou não aguentou viver com uma pessoa como eu que ora ficava um ano bem ou mais ou menos...

                "pensado que quem me amava não notava tinha as vezes recaídas e vinha com os braços picados,roubava-lhe dinheiro da carteira e quem me amava fingia não notar"

                Até que a pessoa se fartou e fugiu de mim, e ainda hoje, a viver uma vida sem drogas, à 3 anos seguidos, choro porque a perdi...

                Escolhi as recaídas ...a droga controlava-me a vida mesmo com 60 mg eu não tinha controlo sobre mim...

                Eu vivia a enganar-me a mim próprio e só perdi e fiz sofrer e desistirem de mim...podia ter sido realmente feliz...

                A tua namorada ela é aquilo que se chama da velha guarda, ou seja para ela ter esses 21 anos de consumo deve ter uns 37, 40 anos de idade ou seja é da minha geração e nós ao contrario destes novos consumidores que há agora tivemos um encontro com uma heroina que vinha do Afganistão, ou seja um heroina de "qualidade" o que nos viciou de uma forma que estes novos consumidores não conhecem..sempre que ela agora tem uma recaída a ressaca é pior...verdade???

                Claro porque cada recaída vai ser pior e pior ...

                continuando....


                O toxicodependente se tem alguém que é apaixonado por ele , ele manipula e faz tudo , e se esse (amante, caí no erro de lhe dar dinheiro e lhe aperta o braço para fazer o garrote para o caldo, se o transporta a zona de trafico...então ou se afasta de uma vez ( que foi o que fizeram comigo) ... ou nem sei talvez morra com a pessoa...


                è verdade... eu chegava a gritar...e dizer: "-aperta-me o braço que eu preciso de uma veia"

                ...e a pessoa chorava a ver o seu amor a matar-se....

                ...ela fartou-se

                Eu fartei-me....

                E sofri. Vivi só, nas ruas, escolhi a heroína e coca o famoso speedball que me matava e me consumia,

                escolhi o vento e a chuva, as portas de um prédio abertas onde sorrateiramente pernoitava perto da Meia laranja, escolhi andar a roubar para o vício, esticão a velhinhas caídas na rua ( que vergonha)

                Escolhi o conforto da cama do meu amor, e fiquei só...sim só, com uma seringa vazia e uma ressaca para preencher...

                120 mg é o que tomo desde à 3 anos e estou-me a borrifar... a metadona não me faz mal...a nenhum orgão...

                ... agora tenho a minha casa de novo, o meu emprego, esse amor já não tenho, é verdade, foi tarde de mais para mim,

                Devia ter subido a metadona antes , podia ter evitado tanto....

                Quando puder um dia vou sair progressivamente da metadona com CALMA muita calma, até lá queria reconstruir e tentar voltar a AMAR...

                Nelson...ela que suba...sem medo...ou vai acabar esse Amor...porque esgotas...

                esta é uma pequena parte da minha historia que a conto apenas para voçes se identificarem pois geralmente as historias são parecidas...

                eu sou um analista do ser humano, se que as pessoas querem ser e procuram ser diferentes, originais, seguem modas , penteados, mas olha...

                somos todos todos tão parecidos ...quase iguais...

                se resulta ..ou melhor ...se vai resultando comigo...vai resultar com ela

                abraço

                ResponderEliminar
              7. Sim a metadona tira a vontade de consumir se for administrada uma dose que ela se sinta bem...

                no meu caso é 120mg no dela nao sei, mas uma coisa te digo é melhor aumentar do que andar a tomar metadona e a recair ...isso não tem sentido...

                e em Portugal eles vão apertar o cerco a isso que toma metadona e consome eles vão cortar a metadona as pessoas...ela que faça uma escolha

                e tu coloca-a contra a espada e a parede de uma vez por todas....

                vai dizendo coisas

                abraço

                ResponderEliminar
              8. muito obrigada miguel...abraço nelson

                ResponderEliminar
              9. ola miguel ,ela nunca chegou a vir pk recaiu outra vez teve presa durante 7meses nao sabia onde andava,perdeu os dentes quase todos,tive pena dela pus lhe numa clinica ela saio e entrou e eu pagei 3mileuros,mas como ela nao ficou ate ao fim para dp comecar a tomar naltraxona,veio cmg pra ca e outra vez a mesma m..teve k voltar pra comecar outra vez com a metadona,mas como ja no tava a consumir muito esta a tomar 60ml,mas ainda esta tomar na carrinha,mas dia 10 tem consulta pra cat,quria pg achas que e possivel eles fazerem a transfercia para ela tomar aqui em oslo..o ela tem qe esperar algum tempo?abraco nelson

                ResponderEliminar
              10. ola miguel eles no cat nao podem tranferir pra ca oslo

                ResponderEliminar

              Olá às vezes posso passar alguns dias sem vir ver o teu comentário mas venho frequeentemente, por isso assim que puder dou um feed back, tem coragem e bom animo...tu é capaz