PARA VER OS VIDEOS PARA A MUSICA

Global Debate Guerras das Drogas

Loading...

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Perigo de contagio de HIV redobra devido a menos possibilidade de trocas de seringas....

Actualidade

Em Portugal o Programa de troca de seringas a toxicodependentes atingiu mínimo histórico

Diz o Site www.Publico.pt Que a Distribuição em centros de saúde está com problemas No ano passado, só 3% das seringas foram trocadas nestas estruturas de saúde...



O programa de troca de seringas, destinado a evitar o contágio do VIH entre consumidores de droga por via injectável, existe desde há 20 anos.
 À excepção do ano de arranque, nunca o número de seringas distribuídas foi tão baixo como no ano passado, foram apenas trocadas 952.652, uma diminuição de cerca de 130 mil face a 2012.
 Foi o primeiro ano desde que deixaram de ser distribuídas nas farmácias. 
O director nacional do Programa Nacional para a Infecção VIH/sida, António Diniz, diz que vão tentar que estas estruturas voltem ao programa. 
No ano passado, só 3% das seringas foram distribuídas em centros de saúde.
A troca de seringas, em que o consumidor de droga entrega uma usada e recebe uma nova, é há anos considerado um exemplo de sucesso na prevenção da transmissão do contágio por VIH. 

O ano passado foi o primeiro em que o programa passou a ser assegurado pelos centros de saúde, além das organizações não governamentais, incluindo equipas de rua. Mas olhando para os números do ano passado, divulgados pelo responsável, constata-se que só 28.624 das 952.652 seringas foram trocadas em centros de saúde, ou seja, cerca de 3%.
Sérgio Rodrigues, presidente da associação CASO (Consumidores Associados Sobrevivem Organizados), refere que do levantamento que fizeram em 27 centros de saúde de Lisboa, Porto, Gaia, Viseu e Barcelos, entre Dezembro e Março deste ano, encontraram várias falhas no novo programa de troca de seringas. “Só seis centros de saúde é que tinham seringas e nenhum consumidor lá tinha ido”. 
Inquerito feito a  22 consumidores que dizem que não iam aos centros de saúde porque se sentiam discriminados. 

O responsável nota que “a confidencialidade está em causa”. Sérgio Rodrigues, que é ex-consumidor, diz ter ele próprio feito a experiência. Foi a um centro de saúde pedir para trocar seringas e uma administrativa disse, alto e bom som, “está aqui um senhor para trocar seringas". "Toda a gente ficou a olhar para mim”, sublinhou.

Ao mesmo tempo, diz que os centros de saúde que supostamente fazem a troca “estão longe dos locais de consumo e tráfico, as farmácias eram próximas. Os consumidores não se deslocam”. Face às falhas detectadas, diz que “a cada dia que passa aumenta o risco de contágio com VIH e hepatite C

Os centros de saúde não são uma solução”.

António Diniz aponta algumas falhas ao relatório da Caso mas diz que poderá haver situações a resolver. Diz que vai haver uma relação dos centros de saúde abrangidos pelo programa no site da Direcção-Geral de Saúde e os centros de saúde que fazem troca têm que passar a estar identificados no local.
António Diniz reforça que as equipas de rua e os postos móveis aumentaram o seu papel na troca de seringas e que nas farmácias eram distribuídas um terço das seringas. 
O responsável lembrou que a diminuição da infecção por VIH entre consumidores de droga injectável Portugal é um caso de sucesso, esta população representava no ano passado apenas 6,5% dos novos casos de infecção, disse.

ISTO TUDO TAMBÉM É UMA GRANDE CHATISSE PARA QUEM TIRA A RESSACA A VENDER SERINGAS QUE GERALMENTE VÃO BUSCAR DAS TROCAS, E QUE TROCA UMA "BOMBA" (calão para seringa) por um algodão para tirar a ressaca...

Sim porque o toxicodependente que vai ao local de venda tipo Meia laranja por exemplo e vai lá so para comprar e até dar o caldo no carro ou numa esquina qualquer não esta certamente à espera da carrinha , compras logo ali a quem vende ( que são muitos) que são aqueles que vão juntando seringas para depois trocar...como só podem trocar algumas pedem sempre a alguem que lhes as troque para eles, e toprna-se um grande negócio...mas...na verdade vos digo que deveria haver uma maquinas nesse tipo de locais que o pessoal coloca-se uma moeda de 20 centimos para tirar um KIT porque na ressaca há muita gente a recontaminar-se com seringas usadas e rombas e não são assim tão poucos e depois à aqueles coquinados que não aguentam e tem logo que dar o proximo caldo para acalmar e não vão sequer a procura do gajo que vende Bombas...eu vi...e fiz isso Centenas de vezes

1 comentário:

  1. Meu nome é Adilson Tajuana eu sou do México, era real sério na minha vida como um HIV positivo, quem vai acreditar que a erva pode curar Oito anos HIV no meu corpo e eu estava tendo problema na minha pele em resultado deste vírus, eu nunca acreditar que isso vai funcionar eu tenho gasto muito dinheiro comprando drogas do hospital para me manter saudável e eu estava esperando por essa morte para vir, porque eu era impotente, um dia i duro sobre este grande homem que é bem conhecido de HIV e cura do câncer, eu decidi enviar-lhe (okonofua_solution_tem99@hotmail.com), sem saber, para mim que este será o fim do HIV no meu corpo, preparou a erva para mim e para enviá-lo ao serviço de correio através de, e deu me instruções sobre como levá-lo, no final dos cerca de alguns dias, ele me disse para ir para o hospital para um check-up, e eu fui, surpreendentemente, após o teste, o médico confirmou-me negativa, eu pensei que era uma piada , eu fui para outros hospitais não acreditei que sou HIV negativo. Eu realmente quero dar graças a DR. PAUL EMEN por salvar a minha vida, eu nunca acreditei que eu vou ser HIV negativo hoje, por favor, meus queridos amigos, me ajude a agradecer DR. PAUL EMEN para o que ele tem feito na minha vida eu sou grato Sir. se você está tendo mesmo problema por favor entre em contato com ele através deste e-mail (okonofuatem99@gmail.com).
    eu te amo DR. PAUL EMEN eu nunca te esquecer, e eu prometo para compartilhar este testemunho todo lá e em qualquer lugar que eu esteja. obrigado novamente.

    ResponderEliminar

Olá às vezes posso passar alguns dias sem vir ver o teu comentário mas venho frequeentemente, por isso assim que puder dou um feed back, tem coragem e bom animo...tu é capaz