PARA VER OS VIDEOS PARA A MUSICA

Global Debate Guerras das Drogas

Loading...

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Viver sem as Drogas também não é facil mas vale a pena- metadona


E viver ? como é viver afinal ?




Agora as coisas mudaram...

a toma da metadona passou a ser um habito, passaram quase 5 anos desde o inicio do tratamento e o ritual de acordar a ressacar e arrastar-me pela manha até ao frasco da Metadona é um hábito...

como um ritual, uma necessidade, misturada com um medo ...

um pensamento que me assola todos os dias...( e se um dia eu não a tiver...)

 e se um dia acontecer uma catástrofe tipo um terramoto ou umas cheias e eu não tiver este interruptor que me faz mexer?

Por esta altura a luta de arranjar dinheiro para mais uma dose já passou.

mas as dificuldades mantém-se ...

são outras...

o trabalho, a casa, as despesas, a família, o negócio próprio

...esta pseudo-crise que se vive neste país mal preparado e NÓS aqui...

Todos nós ...uns doentes de Hiv outros com cancros em tratamento, outros de lutos agonizantes, ou de tratamentos de entes queridos que nos cortam a alma...

mas...

nesta dificuldade, de mais um dia...

Pensamos nós quando estamos nas drogas que a nossa vida é a pior do mundo e que não à ninguém que sefra mais que nós e que não à maior dificuldade do que resistir a uma seringa carregada com uma mista que nos faça tripar...

Que egocentrismo o nosso ...a Puta da vida È tão dificil que ....que até mete nojo ...

mas à sempre uma coisa ...è o final....o chegar a casa e sentar o traseiro no sofá e dizer ...vou descansar....tou todo partido...

coisa que um gajo nunca faz quando esta a dár no cavalo ou na branca é descansar...a cabeça não descança o nosso cerebro só pensa como arranjar guito para tirar a ressaca amanha quando acordar...

mas sabem uma coisa????

Uma atitude, um pequeno passo é o que basta para perder tudo aquilo que estou a construir desde esse dia 30 de Dezembro de 2008, um dia  frio que fui parar (mais uma vez) ao centro de sem abrigos ali de
Lisboa...

5 anos passaram , mas parece que foi ontem, parece que a metadona faz-me o favor  de não me deixar esquecer de onde venho ( de qualquer das formas tenho que a ir buscar todos os 15 dias lá ao mesmo centro de sem abrigos onde um dia eu com 60 kilos entrei....

às vezes vejo quem me conheceu da altura, que diz....

è pá tas tão diferente....eu sorrio

 ...não me sinto um toxicodependente, mas na verdade preciso da minha dose diária todos os dias para me por a andar...´

mas olha amigo...Seria tão fácil, mas tão fácil voltar à rua...nem imaginam...

Seria apenas amanha por exemplo desistir de mim mesmo, não ir trabalhar , e pegar no meu carro e ir até à Meia Laranja (antigo Casal Ventosos), passar numa farmácia e comprar uma bomba e com os normais valores que me encontro hoje disponíveis ir para dentro de um Hotel como fiz muitas vezes com 5 gramas de cada e ficar ali a frente do espelho à picar-me vezes sem conta....

no final do dia ...não chegaria ...e no dia seguinte já nada seria Igual...como um castelo de Areia Varrido por uma onda de de Mal e desistência

4 comentários:

  1. Tantas vezes que penso nisso... meter me no hotel com 5g de branca e uma de cavalo e ficar a dar o dia todo... tenho medo é do amanha, mas apetece tanto!
    SG

    ResponderEliminar
  2. O final da história è sempre o mesmo nunca chega e fica um vazio como um abismo que nos engole e nos leva a um desespero. Depois vem as mentiras para tapar buracos que na nossa memória fica tatuado..por isso n vale a pena. O dinheiro que ias gastar nisso è pa gasta numa coisa que fique e que te crie alegria

    ResponderEliminar
  3. Finalmente descobri um blogue que fale sobre este problema, pelo menos um actualizado.
    Consumo a cerca de 1 ano, só fumo, e agora que quero largar é que é a merda....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ola amigo

      Eu recordo-me nos meus dias de Natal ainda eu fumava Cavalo e pegava na mota e deixava a minha mãe a chorar para ir comprar uns pacotes para fumar e ficava na barraca do Cigano que se estava completamente a borrifar para mim,

      isto foi à 20 anos atrás, depois disto nunca pensei que se fosse viver um dos piores terrores da vida de algém ,

      alias quando nessa altura já ouvia falar de pessoas que picavam eu arrepiava-me todo e pensava para comigo mesmo ..." eu nunca irei fazer isto"...

      onde acabei eu , ...sem veias, na rua, sem nada , sem casa, sem família , sem filho, com doenças que hoje não desaparecem,

      e eu que na altura do fumo pensava..." eu consigo ..." ...que mentira, que engano o meu, pensei que os outros eram os carochos e eu apenas aquele que fumava chinesas....

      Por essa altura pensei ainda ter esperança , ainda existia um orgulho que me dizia, eu acabo com isto quando quiser...

      Mas vieram anos de psiquiatras, internamentos em hospitais psiquiatros, tentativas de suicídio, e os meus pais a desistirem progressivamente de mim, trabalhos que não mantinha e sonhos que nunca realizei, amores que passaram e nunca mais voltaram, lembranças que ficaram ...e apenas essas lembranças...projetos que se fundiram e uma resistência ..." eu consigo"...

      idas para centro de recuperações em vão , anos perdidos e centenas de euros de ambos os lados...no mau e na tentativa do bom...

      nunca o fiz por mim...apenas tentava parar por quem me amava... já não conseguia ver as rugas da minha mãe a parecerem ano após ano com mais intensidade no seu rosto...

      paragens momentâneas e os anos foram passando...fui ficando mais velho e o vicio aumentava, as drogas já não faziam efeito...e tudo para quê...para ver outros a viajar a viver, a casar, a ter filhos a serem felizes, uns artistas outros médicos outros esforçavam-se na vida como ela é tiravam proveito desse esforço ...

      e os meus sonhos a desmoronarem-se e sítios que pensava existirem apenas na ponta de uma seringa num algodão rebatido dado por pena de um outro que escarnava de mim, enquanto viva em buracos na Meia laranja...40 kilos perdidos e sem andar o que me esperou foram portas fechadas...chamadas para aPolicia ...( tirem-no daqui)...

      e uma estrada velha com 300 homens e mulheres do pior uma cama enferrujada e uma almofada tendo como cabeceira o proprio diabo...VITAE ...centro de sem abrigos de Xabregas, não desejo a ninguém

      até que fiz por mim... como??? já não dava por esforço ou por subutex até o psiquiatra o traí a vender as receitas que me passava ..e até por esse que me acompanho 15 anos me colocou de lado...esperava-me ou a Prisão ou a morte. Afinal ali enterrava todas as semanas alguém que comigo partilhava dois dormicons numa seringa... Natal passados em Angustia sem ninguém ....

      até um dia no dia 24 de Dezembro ter sido espancado na rua por um outro toxicodependente me ter levado ao Hospital ....

      Estava na altura de faze-lo por mim...já não me consigo picar...já é um suplicio encontrar uma veia e já me pico no pescoço....

      perguntas se já é tarde??? talvez seja sim...para muitos dos meus sonhos sim , sem duvida...se sou limitado em relação ao meu passado ...ò sim sem duvida...se valeu a pena...mocas??? pedradas??? ficar no meu mundo a coçar-me todo....não valeu nada mesmo...

      pensei .....acho que só paro quando tiver um kilo de cada...e sabes tive mais ...mesmo assim o final da historia é sempre o mesmo...nunca chega...

      não vai ser esta historia que te vai fazer parar se é que lês...quem vai parar és tu...e isso só vai acontecer de duas formas...ou por esforço ....ou então quando já tiveres farto não de viver...não mas de viver na Droga e em tudo no que ela te oferece...O INFERNO NA TERRA

      Eliminar

Olá às vezes posso passar alguns dias sem vir ver o teu comentário mas venho frequeentemente, por isso assim que puder dou um feed back, tem coragem e bom animo...tu é capaz